jump to navigation

Nikita: nova série vem aí 27/01/2010

Posted by blogdolevitrindade in Televisão.
Tags: , , , , ,
add a comment

O canal de televisão estadunidense CW encomendou uma nova série da personagem Nikita.

Para quem não lembra, o filme francês La Femme Nikita, de 1990, dirigido por Luc Besson (O Profissional), contava a história de uma jovem criminosa treinada para ser uma assassina por uma organização governamental ultrassecreta. A versão hollywoodiana, produzida em 1993 e intitulada Point of No Return, tinha a bela Bridget Fonda no papel principal e serviu como estopim para o surgimento de uma série televisiva em 1997, pelo USA Network, estrelada pela loira Peta Wilson e que durou cinco temporadas.

Nikita será o primeiro drama de ação sem elementos sobrenaturais do CW. Nessa nova versão, Nikita se tornará renegada e outra assassina será treinada para substituí-la. 

O conhecido diretor McG (Exterminador do Futuro – A Salvação) será o produtor executivo, ao lado de Craig Silverstein (Bones), que também escreverá o piloto.

Anúncios

Resenha: O Exterminador do Futuro – A Salvação 01/06/2009

Posted by blogdolevitrindade in Cinema.
Tags: , , ,
1 comment so far

John Connor boa pra detonar!Esqueça toda aquela história de alguém tentar evitar um futuro ameaçador. O novo longa-metragem da célebre franquia iniciada com O Exterminador do Futuro chega mostrando um mundo em que os piores pesadelos da humanidade já se realizaram.

Como previsto nos filmes anteriores, as máquinas se rebelaram e estão tentando eliminar todos os seres humanos. John Connor (interpretado por Christian Bale) ainda não é o líder da resistência, mas sua atuação nesse período de extremo perigo será o definidor de seu destino.

Batman… digo, Connor, descobre uma nova arma dos robôs assassinos e, a partir daí, tenta fazer de tudo para destruir as máquinas. Lutando contra aqueles que não botam muita fé em suas informações privilegiadas sobre o futuro (passadas por sua mãe, Sarah) e tentando garantir sua própria existência, John Connor acaba encontrando diante de si um outro tipo de desafio: confiar em alguém que pode ser o seu pior inimigo.

Connor à espreitaCom muitas reviravoltas e cenas de ação muito bacanas, O Exterminador do Futuro: A Salvação é um ótimo filme pra quem curte a franquia. E até quem não é fã vai acabar curtindo. Não é o melhor filme do ano, mas vale o ingresso. E não dê bola para as críticas que tacharam o filme de ruim. Elas foram um pouco exageradas.

E por falar em exagero, o que deixa o espectador um tanto atordoado é o som das explosões e dos efeitos das máquinas. Parece que os tímpanos vão explodir a qualquer momento.

Garantir o futuro e se salvar ao mesmo tempo não é nada fácil... até para o BatmanMudando de assunto, o diretor McG e os roteiristas John Brancato e Michael Ferris conseguiram amarrar bastante coisa da mitologia criada pelo primeiro filme e ainda foram capazes de criar algo novo, gerando interesse por novas sequências. Se conseguirão manter o interesse do público, aí já é outra história.

Ah, sim, o “governator” Arnold Schwarzenegger aparece no filme, fazendo com que a maioria dos fãs vibre bastante durante a cena. Mérito do diretor McG, que lutou muito para convencer o velho Arnold a deixarem usar seu rosto na cena. Sinceramente, não teria a menor graça se não fosse o Schwarza. E se você está temeroso que a inserção digital do rosto do governador da Califórnia tenha ficado tosca, pode ficar despreocupado. Toda a sequência ficou muito bem feita.

O Exterminador do Futuro: A Salvação tem 2h40 de duração e estreia em 5 de junho nos cinemas.